15 de nov de 2013

Capítulo 17 - Minha primeira vez...

      Acordei e eu ainda estava junto de Derek. Eu estava com a cabeça bem perto de seu coração. Eu pude ouvir cada batida. Era como se eu estivesse ouvindo música e esse som comprovava que o meu pesadelo não era real. Derek já se encontrava acordado e acariciava de leve meu braço. Agora eu sei por que ele não dormia direito. Eu o olhei e ele olhou pra mim sorrindo, as olheiras estavam sumindo.

      - Bom dia! - eu disse sorrindo e me apoiando em seu peito para poder olhar em seus olhos.
      - Bom dia, pequena! - ele disse. - Dormiu bem?
      - Dormi sim e você?
      - Eu também.

      Ele estava tão lindo e me olhava nos olhos fazendo com que eu sentisse calafrios. Ele acariciou o meu rosto e depois deslizou a mão para a minha nuca. Ele nem precisou me puxar, eu mesma cheguei mais perto dele. Fechei os olhos, nossos narizes já se encostavam e eu anciava pelos seus lábios.

      - BOM DIA, CASAL TERNURINHA!! - gritou Perseis e se jogou em cima de nós. - Dormiram bem? Eu espero que sim, porque você, - apontou para Derek. - senhor Derek, roubou meu lugar na cama e eu tive que dormir no sofá, que não era nada confortável.
      - Perseis, querida. - comecei entre dentes. - SAI DE CIMA DE MIM QUE VOCÊ ESTÁ ME MATANDO! - gritei e depois disse com um sorriso falso: - Obrigada.

      Ela riu, saiu de cima de nós dois e foi tomar banho. Depois dessa cena, olhei para o Derek e ele estava rindo.

      - Tá rindo de quê, senhor Derek? - eu perguntei.
      - Do que acabou de acontecer. - ele disse e riu mais. - Mas sabe o que eu acabei de reparar?
      - O quê? - perguntei, curiosa, olhando nos olhos dele.
      - Sabia que você fica ainda mais bonita quando fica com raiva e quando está curiosa?
      - MENTIROSO! - eu disse, ri e cruzei os braços.
      - Não sou mentiroso. Eu só disse isso porque é verdade e eu...gosto de você.

      Eu fechei a cara, porque eu não acreditava nele. Ele sorriu de forma travessa. Minha expressão deve ter sido de medo ou de susto. Ele segurou meu rosto e veio me beijar quando fomos interrompidos pelo barulho da porta batendo.

      - Gente, acorda! - disse Bía de fora do quarto. - Vamos sair em uma hora.

      Ela foi embora e eu estava com uma cara de raiva e novamente o Derek riu. Dessa vez eu ri junto com ele, porque ele fez uma cara MUITO engraçada. Nós ríamos tanto que quando menos percebi, estávamos fazendo guerra de travesseiros e então começamos uma briguinha e ele acabou me prendendo em baixo dele.

      - Sai de cima de mim, seu gordo! - eu disse e ri logo depois.
      - Retira o que disse! - ele disse, colocando todo seu peso em cima de mim.
      - Ai! Você tá me matando! - eu gritei, sendo esmagada. - Tá bom, eu retiro o que eu disse.
      - Obrigado! - ele disse, apoiando seus cotovelos do meu lado.

      Ele retirou uma parte do meu cabelo que estava no meu rosto e acariciou de leve minha bochecha fazendo com que eu me arrepiasse. Ele percebeu e deu aquele sorriso maravilhoso que só ele sabe dar. Ele chegou mais perto e então a porta do banheiro se abriu com alguém gritando:

      - MAIA, É A SUA VEZ!! - gritou Perseis. Ela olhou pra gente e perguntou: - Atrapalhei alguma coisa? Enfim, Maia, é a sua vez!

      Eu tava com uma cara de ódio, pior do que quando ela pulou em cima da gente. Derek riu. Perseis veio até ele e o expulsou do quarto.

      - Senhor Derek, saia! Eu estou só de roupão e você não pode ficar aqui! - ela disse, empurrando ele pra fora.

      Ela o empurrou e fechou a porta.

      - Esse povo abusado. - disse ela e se virou pra mim. - Maia? Maia, você tá bem? Por que está tremendo e com essa cara de quem vai...
      - EU VOU TE MATAR! - gritei e pulei cima dela. - EU QUASE BEIJEI ELE!
      - A CULPA NÃO É MINHA SE VOCÊS SÃO LERDOS! O QUE FIZERAM ENQUANTO EU TAVA NO BANHO?

      Ficamos nos batendo e rolando pelo chão enquanto gritávamos. Depois de uns minutos, alguém bateu na porta. Nos levantamos rápido e nos arrumamos. Eu estava completamente descabelada, mas atendi a porta mesmo assim. Era Eric.

      - Tá tudo bem? Eu escutei uns gritos e... - ele começou.
      - AAAAAAAAAAAAAAAAH! - gritou Perseis e Eric arregalou os olhos e ficou com cara de bobão.

      Nunca vi uma pessoa voar tão rápido para a porta. Perseis se jogou na direção da porta e a fechou.

      - VOCÊ FICOU LOUCA?? - ela gritou.

      Percebi o que tinha acontecido, devido a nossa briga o roupão dela havia afrouxado e ficado folgado, parecendo um decote. Não chegou a aparecer muita coisa, mas um pouquinho deu. Aaah, por isso a cara de bobão do Eric.

      - A culpa não é minha se você está só de roupa de baixo e roupão. - eu disse.

      Ela me deu língua e depois nós duas deslizamos pela porta e desatamos a rir.

      - Não consigo ficar brava com você! Boba! - eu disse rindo.

      Nos abraçamos, nos levantamos, eu disse a ela para pegar uma muda nova de roupas que Afrodite tinha deixado na minha mochila e fui tomar banho. A água quente escorria pelo meu corpo e eu me senti renovada, relaxada e forte.
      Saí do banheiro e vesti minha roupa nova que Afrodite me dera. Era exatamente igual a anterior, a única diferença era que não estava suja nem rasgada. Fui para o quarto e vi Perseis vestindo sua roupa nova também, ela estava terminando de fazer sua trança e depois amarrou sua bandana-lança no pulso. Arrumamos nossas mochilas, colocamos a mochila nas costas e fomos ao encontro dos outros no refeitório do hotel para tomarmos café da manhã. Olhei para o pessoal, todos vestíamos as roupas novas, mas dava pra ver algumas marcas das nossas batalhas. Uns cortes no rosto de alguns de nós, ou no braço...só Percy e Perseis que não tinham cortes, porque a água os havia curado.
      Tomamos o café da manhã, pagamos o hotel e saimos, era mais um bom tempo de caminhada até o nosso destino. Nosso último destino. Onde encontraríamos Jápeto. Mas eu não tinha ideia de como chegar lá.
      Eu estava com medo desse encontro, principalmente por causa do meu sonho. Eu estava andando meio triste e com medo, com a cabeça baixa, quando senti uma mão tocando a minha e entrelaçando nossos dedos. Olhei para o lado e vi Derek. Ele sorriu pra mim e eu automaticamente sorri.

      "Aah, o amor é lindo!", disse Afrodite em minha mente. "Darei mais uma ajuda a vocês, já que vocês precisam chegar até próximo ás placas de Hollywood antes que comece a chover."

      Chover? Olhei para o céu e não havia nenhuma nuvem. O céu estava limpo. Mas foi quando eu virei para trás que eu vi uma nuvem de tempestade.

      "Bom, Maia, siga as rosas e elas te levaram até a trilha que leva até as placas de Hollywood."

      Rosas? Olhei em volta, mas não havia nenhuma rosa. Até que eu olhei para uma placa com uma rosa indicando o nome de um restaurante. Do lado do restaurante tinha uma trilha. Um vento bateu e o cheiro de rosas invadiu meu nariz. "É, é esse o caminho.", pensei.

      - Pessoal, já sei por onde devemos ir. - eu disse e segui na direção da trilha com todos atrás de mim.










Continua...
Ooooi, meus amores!!!!!!!! Como vocês estão?? 
Que saudade que eu tava de vocês?? *-* desculpa eu ter sumido, mas eu tava ocupada com as coisas da universidade...
Mas e então, vocês tem novidades pra mim? Não? Ok entao...
Ta acabando essa IB...vou chorar T-T #chorandorios kkkkk
Enfim, vou responder os comentários de vocês!! =D

Respondendo aos comentários:
nana !♥! - Awn, sua fefeita! *-----* haha eu e a Isa somos imbativeis juntas kkkkk XD continuei, anjinho ^.^
Isabella Conte - Foi divo e mesmo com a trança desfeita você tava linda de Perseis! \õ/

CONTINUA COM 2 COMENTÁRIOS!
Beijos cupcakes! :* Amo vocês! <3
Isa e @ClaraVeras

2 comentários:

  1. Vê se dessa vez não demora um milhão e meio de anos pra postar a continuação :P

    ResponderExcluir
  2. Demorou muito pra postar mas valeu a pena , eu acho q shippo um novo casal haha
    Continua , sou a segunda a comentar ...
    Love u

    ResponderExcluir

O que acham que vai acontecer?
Expressem opiniões sinceras, por favor!
Estão Gostando?