11 de mar de 2012

Capítulo 7 - Novo integrante (Seth)

"Se você achar que estou mentindo
Olhe nos meus olhos
Porque o coração nunca mente"
McFly, "The Heart Never Lies"

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

      Eu e Leah estávamos em casa quando recebemos um chamado de ajuda de Sam. Corremos e nos transformamos, logo os diversos pensamentos e imagens surgiram em minha cabeça inundando-a com a floresta passando rapidamente aos meus olhos e aos dos outros.
      Eu podia sentir o cheiro de um vampiro que vinha da direção onde se encontravam Sam, Paul e Jacob. Leah e eu fomos na direção deles. Ao alcançá-los foi possível perceber que estávamos próximo ao alvo. Pude perceber que era uma vampira. Eu a vi passar por mim e ela me viu também. Seus olhos eram de um vermelho-vivo, assim como os de Bella quando foi transformada e os dos Volturi, que quase enfrentamos na colina por causa de Renesmee.
      Quando estávamos indo atrás dela na direção que ela seguia, alguém se chocou comigo. Começamos a brigar, pois eu não conhecia aquele outro lobisomem. Eu pude "ouvir" Sam ordenando que Paul e Leah seguissem a vampira e percebi ele vindo em minha direção.
      Eu não conseguia "ouvir" os pensamentos daquele lobo com quem eu brigava. Se esse lobo não era da matilha, então da onde ele é? Sam apareceu partindo a briga. O outro lobo olhou meio estranho, como se tentasse entender algo. Logo outros da matilha surgiram e percebi ele ficando mais confuso ainda. Leah e Paul voltaram dizendo que a vampira havia saído dos limites da reserva. Sam se transformou em humano e percebi o outro lobo virar para não vê-lo. Ele vestiu o short e começou a falar com o outro lobo:

      - Eu sou Sam, líder dessa matilha! Podemos conversar? Será que poderia se transformar?

      O lobo fez que "não" com a cabeça. Achei um pouco estranho, mas pode ser por conta da defesa dele. Sam teve o mesmo pensamento e pediu para que todos nos transformássemos. O lobo arregalou os olhos e depois virou de costas meio que para não nos ver.

      "Sam!", gritou Leah, "Acho que não é por causa da defesa dele, não."

      Pude ver o que Leah pensava e pensei no quando aquilo seria ridículo. Me transformei assim como todos da matilha, só que eu estava um pouco mais atrás, portanto ele nem de frente me veria. Leah, depois de vestida, andou na direção do lobo e foi falar com ela:

      - Ahm, não tenha medo! E se não quiser se transformar na frente deles eu posso te ajudar, ok?

      O lobo fez que "sim" com a cabeça. Não acredito que Leah vai levar essa ideia a sério. ¬¬'

      - Vem comigo! - disse Leah, chamando o lobo para um canto.

      O lobo a seguiu até um canto atrás de uma árvore grande e percebi que ele havia se transformado. Logo depois Leah apareceu e uma menina de olhos castanho claros, alta, pele morena e longos cabelos castanhos. Pera aí, eu disse menina?  A Leah estava certa então! Olhei pro Sam e pros outros pelo canto dos olhos e todos estavam paralisados. Sam, acho que parecia um pimentão de tão envergonhado que ele estava. 

      - Acho que não era defesa não, Sam. - disse Paul.
      - Isso eu pude perceber, Paul! - disse Sam.
      - Viram? Eu tinha razão! - disse Leah e depois ela veio até mim e me deu um soco no ombro. - Isso foi pelo seu pensamento sobre minha ideia ser ridícula.

      Doeu, mas eu não ia dar esse gostinho à ela. Apenas sorri falso pra ela. A menina ali ainda me intrigava. Ela vestia uma roupa simples e o cabelo estava preso num rabo de cavalo com o próprio cabelo.

      - Ahm, então...posso saber seu nome, ahm...senhorita? - disse Sam.
      - Me chamo Isabella! - disse a garota. - Ah, - ela se virou para mim. - e muito obrigada por me fazer perder aquela vampira.
      - A culpa não foi minha! - eu disse. - Você que entrou no nosso território para caçá-la.
      - Então, esse território é de vocês? - ela perguntou.
      - Sim! - respondeu Sam. - E eu sou o líder dessa matilha.
      - Nossa, eu achava que era a única, mas pelo visto não, há muitos outros. - ela comentou.
      - Você não tinha matilha? - Jacob perguntou à ela.
      - Não! - ela disse. - Ahm, tem como vocês me dizerem aonde estou?
      - Você está em Forks, Washington! - disse Sam.
      - Pera aí, eu estou nos Estados Unidos?! - ela perguntou.
      - Sim, porquê, você é do Brasil? - eu disse fazendo piada.
      - Na verdade, sim! - ela respondeu séria.

      Eu fiquei surpreso com o que acabara de ouvir, e acho que não fui só eu não. Então ela veio do Brasil até aqui correndo? Impossível!

      - Você veio de lá pra cá correndo? - eu perguntei.
      - Sim! - ela respondeu. - Nem demorou muito, somente três dias de corrida. Óbvio, que teve uns desvios no caminho por conta de uma vampira, mas fora isso foi tranquilo.
      - Mas o que exatamente você veio fazer aqui, Isabella? - perguntou Sam.
      - Estava caçando aquela vampira que pelo visto acabou de fugir. - ela sorriu sarcástica. - Ela provavelmente vai ficar pela cidade e se alimentar de sangue humano, assim como ela fez em outras cidades.
      - Ahm, você quer comer algo? - perguntou Jacob. - Podemos ir pra minha casa e conversamos melhor.
      - Eu só vou se ela - aponta pra Leah. - for junto. Não me sinto confortável em uma casa só com homens.
      - Relaxe, a Leah vai, afinal ela é parte da matilha - eu disse. - e minha irmã. - acrescentei no final.

      Ela nos seguiu até a casa de Jacob. Nós entramos e ela hesitou um pouco, mas depois entrou. Nós conversamos por um bom tempo com ela. Ela tem 16 anos, nasceu e cresceu no Brasil, seus pais foram mortos pela tal vampira que ela tem caçado desde lá.

      - Você gostaria de se juntar à nossa matilha? - disse Sam. - Afinal, você também é uma quileute.

      Todos olhamos para ele com cara de confuso. Ele logo respondeu:

      - A sua tatuagem no braço direito, é o símbolo dos quileutes. Quem fez em você?
      - Meu pai, assim que descobri que era lobisomem. - ela respondeu.

      De repente, Billy chegou em casa. Ele veio em nossa direção, nos cumprimentou e depois fitou um pouco a garota nova, Isabella. Ele chegou um pouco perto dela.

      - Quem é esta jovem? - perguntou Billy.
      - Eu me chamo Isabella, senhor! - ela respondeu.
      - Quem são seus pais?
      - Ahm, minha mãe se chamava Alicia e meu pai se chamava Rick. - ela respondeu.
      - Você é filha de Rick Storm e Alicia Conte?
      - Ahm, sim, por que?
      - Porque conheci seu pai. Ele morava aqui, ou melhor nasceu aqui. E ele era o lobisomem mais rápido de sua matilha!
      - Nossa! - dissemos todos ao mesmo tempo.
      - Por que usou o verbo no passado ao se referir à eles? - perguntou Billy, curioso.
      - Porque eles morreram três dias trás. - ela respondeu.
      - Me desculpe! Eu não sabia! - disse Billy. - Mas se quiser pode ficar aqui conosco! Pela sua marca vejo que é lobisomem, também! Podia entrar pra matilha, estudar na escola da reserva,...
      - Ahm, obrigada, Billy, mas eu não gostaria de estudar nessa escola da reserva, afinal eu estou aqui apenas para caçar uma vampira, ela matou meus pais. Eu vou procurá-la na cidade. Qualquer coisa estudo em alguma escola aqui da cidade.
      - Mas eu insisto que more aqui conosco! - disse Billy.
      - Ok! - ela disse. - E Sam?!

      Todos olhamos para ele e depois para ela. Observamos ambos e ela por fim disse:

      - Eu aceito fazer parte da matilha!




Continua...



Oi de novo gatonas? Esse é o terceiro hoje, né?? E vai ficar só nesse, porque amanhã, segunda (12/03) não dá pra postar, como eu já disse dia de semana é meio impossível pra mim, e mesmo minha mãe deixando eu entrar no computador amanhã não ia dar, pois vou tirar o resto das fotos pro meu book de 15 anos. *-*
Gente, será que podiam me fazer um favorzinho? Divulguem o blog, ou quem lê e não segue o blog, por favor siga? Please! 
Respondi aos comentários do cap. anterior! =D
Beijinhos no coração de cada uma! ;*
@ClaraVeras/ @JB10Lovehim

Capítulo 6 - Incontrolável (Justin)

"Estou apaixonado, mas estou caindo aos pedaços. Eu preciso achar meu caminho de volta para o começo. Quando estávamos juntos as coisas eram melhores do que realmente são"
The Maine, "Into your arms"

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

      Sinto falta dela. Ter que ficar longe dela me machuca, mas é para o bem dela. Tenho medo de machucá-la, de não conseguir me controlar. Fiquei a observando durante um ano e meio. Vê-la sofrer por mim "fazia meu coração doer". E eu diria que doeu ainda mais quando a ouvi dizer que iria me esquecer e seguir em frente. Acho que esse seria o melhor para ambas as partes.
      Voltei até a residência dos Cullen, todos estavam ali. Eu sei que aceitei morar com eles, mas será melhor me afastar um pouco deles e da Belle, dos Cullen simplesmente pelo motivo de Belle querer ir lá sempre. Eu a conheço bem e sei que ela assim o fará.
      Eu disse aos Cullen que estava saindo numa jornada para que pudesse repensar um monte de coisas e dei a desculpa de que era pra ver como estava a minha família. Eu sei que Edward, por poder ler mentes, vai saber que é mentira, por isso que mentalmente pedi à ele que não dissesse nada aos Cullen e ele me "disse" que entendeu.
      Saí de lá e fui sem rumo pra algum lugar longe dali. Mas tomei cuidado para não ultrapassar o limite dos lobisomens. Os Cullen me alertaram sobre eles e disseram que se eu não ultrapassasse o limite deles, eles não me perturbariam.
      Continuei meu caminho e meu senso de direção meio que dizia que eu estava indo para o Sul. Em breve acho que estaria no Brasil. Seria uma boa passar e dar uma olhada na minha família.
      Eu sei que vou sentir falta da Belle, mas é melhor do que sempre ficar com um incontrolável desejo de beber seu sangue. É como Edward se sentiu com Bella. Era como se Belle fosse uma droga feita especialmente pra mim. Exatamente as palavras que Edward disse à Bella.


Continua...


O que acharam desse capítulo? Eu sei que foi minúsculo, mas não tinha muita coisa pra dizer... =/ Prometo, não tenho certeza de que o próximo vai ser maior! =D E: Isa Conte vou pro 7 agr!! \õ/ rsrsrs
Gente, quem comentou no outro eu respondi, tá? =D
Beijinhos gatonas!! ;*
@ClaraVeras/@JB10Lovehim

Capítulo 5 - 1º dia de aula (Belle)

"Um dia quando o céu estiver caindo
Eu vou estar bem ao seu lado"
Chris Brown e Justin Bieber, "Next to You"

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

      Assim que chegamos na casa de Charlie, eu fui fazer o jantar enquanto Charlie assistia TV. Ele me disse que Seth e Leah iam jantar conosco. Eu fiz um arroz à grega, bife e frango, para o jantar. Recebi uma mensagem de Seth, sim, eu havia dado meu número à ele, e ele me disse que queria muito falar comigo depois do jantar.
      Eles chegaram, nós jantamos e depois Seth me chamou até a varanda da casa de Charlie, enquanto os outros assistiam TV.

      - Então, o que queria falar comigo? - eu perguntei um pouco curiosa.
      - Ahm...Belle, eu...tenho que... - ele começou meio nervoso, mas foi interrompido por um uivo que vinha floresta. (não que vinha do céu! ¬¬')

      Leah surgiu na porta e olhou para Seth, que estava um pouco triste. Eu só não entendi o porquê disso. Há um grande mistério entre eles.

      - Desculpa, Belle, mas temos que ir! - disse Leah. Sue já estava atrás dela com Charlie.
      - Não, sem problema, Leah. Sem falar que eu tenho aula amanhã e preciso ir dormir. - eu disse e sorri.

      Me despedi deles e eles foram embora. Eu dei "boa noite" pro Charlie, me arrumei pra dormir e assim o fiz.

**

      Acordei eram 6AM. Me arrumei, desci e e vi Charlie na cozinha fazendo café. Eu peguei uma maçã na fruteira e comi enquanto Charlie tomava o café dele. Assim que ele terminou, eu peguei meus materiais, entramos no carro e fomos em direção à escola. Charlie me disse que eu ia estudar na mesma escola que Bella se formou.
      Eu vou cursar o 2º ano do Ensino Médio, ou um terço dele pra ser mais exata, pois estamos no meio do primeiro semestre.
      Assim que chegamos, eu desci da viatura de Charlie, me despedi do mesmo e fui em direção á porta de entrada da escola. Segui as indicações e cheguei na secretaria. Eu disse que era nova e a secretária me deu um horário, o número do meu armário e a combinação do mesmo.
      Eu me virei pra saída e uma menina loira, de olhos verdes, alta e com uma pele meio clara veio falar comigo.

      - Olá, você deve ser Isabelle. - ela disse sorrindo.
      - Sou sim, mas pode me chamar de Belle. - eu disse e sorri timidamente.
      - Ok, Belle! - sorri. - Eu sou Maria Carolina Nunes, mas pode me chamar de Carol. Eu sou a presidente do grêmio estudantil e vou ser sua guia pelo colégio. - ela disse parecendo uma guia turística e depois nós duas rimos.

      Depois disso ela me guiou pela escola, me mostrou o meu armário e depois me guiou até a sala. Minha primeira aula era Matemática, até que não foi tão difícil e eu sou boa com números. Eu poderia dizer que vou fazer engenharia, arquitetura ou algo relacionado à números na faculdade, mas acontece que planejo fazer algo relacionado à artes. A segunda aula também envolvia números, Física. Estávamos falando sobre óptica geométrica, um assunto que considero muito fácil.
      Deu a hora do almoço e Carol me levou para a cantina. Ele fiz o meu prato e a acompanhei até uma mesa onde se encontravam dois meninos. Supus ser amigos dela, pois ela os cumprimentou com beijos na bochecha. Depois ela me puxou para mais perto e me apresentou à eles.

      - Meninos, essa é a Belle! Belle esses são Jordan e Jaxon.
      - Oi! - eu disse timidamente.
      - Oi, gata! - disse Jaxon vindo, se apoiando em meu ombro e dando um "olhar sedutor". - Ela é a novata? - ele perguntou se referindo à Carol, que fez que sim com a cabeça. - Sou Jaxon Rosenfeld, a seu dispor. - ele disse pra mim levantando as sombrancelhas, mas com o mesmo olhar.

      Eu revirei os olhos, retirei seu braço de meu ombro, o que fez com que ele me olhasse indignado e Jordan e Carol rissem.

      - Eu sou Belle e muito obrigada, mas não preciso da sua disposição. - sorri falsa.
      - Nossa, que tirada, ein Jaxon? - disse Jordan, rindo logo depois.
      - Desculpa, mas você mereceu. - eu disse. - Não sou esse tipo de garota, que você faz um "olhar sedutor" - disse fazendo aspas com as mãos. - e automaticamente gosto da pessoa.
      - Bom, ele já se apresentou, agora é minha vez. Prazer, Jordan Leonard.
      - Prazer! - eu olhei melhor pra ele e de alguma forma ele me lembrou o Justin.

      Uma lágrima percorreu meu rosto e eu saí dali correndo em direção ao pátio da escola. Geralmente é isso que venho fazendo quando penso em Justin, fugir. Como se isso fosse adiantar alguma coisa. De repente vejo que Carol vem em minha direção. A única coisa que consegui fazer foi abraçá-la. Ela me levou até o banheiro, me ajudou a lavar o rosto e depois de mais calma eu contei tudo à ela, da morte de meus pais e da possível morte de Justin. Me senti bem melhor por ter desabafado com ela. E ela me ajudou bastante.

      - Eu vou seguir em frente, tentar esquecê-lo, se ele tivesse...vivo - falei a palavra com dificuldade. - ele voltaria. Vou seguir meu próprio caminho sem depender das memórias dele.
      - É assim que se fala, Belle! - disse-me Carol.

      O sinal bateu e quando estávamos saindo do banheiro eu ouvi um barulho estranho. Carol pareceu nem perceber o barulho. Não dever ser nada. Fomos então em direção à aula de Geografia.



Continua.....




E aí gatinhas? O que estão achando? Está ruim? Digam a verdade, ok?
Gente vocês são DIVAS demais!!!! *-* Eu AMEI os comentários e respondi todos! =D
O que vocês acharam do primeiro dia dela na escola, ein?? GENTE o blog atingiu 5040 visualizações!! \õ/ Eu estou orgulhosa de vocês! =D
Beijinhos pra todas vocês!! ;* Amo vcs! <3
@ClaraVeras/@JB10Lovehim

9 de mar de 2012

Capítulo 4 - Uma visita surpresa (Bella)

"Talvez Deus tenha um plano maior pra mim, do que eu tenho."
Jamie Sullivan, "A walk to remember"

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

      Novamente estamos na sala dos Cullen. Jacob, Seth e Leah foram almoçar na casa de Sue e Carlisle, Emmett e Jasper foram caçar. Eu, Rosalie e Alice estamos brincando com Renesmee, enquanto Esme e Edward liam um livro. Eu ouvi o barulho de Carlisle, Jasper e Emmett chegando da caçada, mas também ouvi uma pessoa com eles, na verdade mais um vampiro.
      Todos olhamos pra onde eles apareceram logo depois. Carlisle se direcionou para Esme dizendo:

      - Querida, veja quem eu encontrei!

      Todos olhamos para onde ele apontava e pudemos ver um menino de cabelos cor de mel e olhos dourados como os nossos. Sim, meus olhos já mudaram de cor e estavam dourados por conta do sangue animal. Esme se levantou e abraçou o menino.

      - Nossa! Não te vejo há um ano! - disse Esme ao menino, sorrindo.
      - É mesmo! - disse o menino.
      - Vejo que seguiu nossos passos.
      - Foi. Eu não iria gostar de machucar os humanos. Então segui os passos de vocês!
      - E como Carlisle o encontrou? - perguntou Esme, curiosa.
      - Ele estava caçando também e acabou que ele e Emmett foram atrás do mesmo cervo, aí eles lutaram um pouco até eu interrompê-los e eu reconheci Justin e o chamei pra vir pra cá. - disse Carlisle.
      - Mas o que faz por aqui, Justin? - perguntou Esme. - Achei que ia ficar no Brasil.
      - E eu ia, mas decidi vir pra cá! Será que a oferta ainda está de pé? - ele perguntou.
      - Você sabe muito bem que está! - disse Esme o abraçando.
      - É sei mesmo. - ele disse e sorriu.

      Eu não estava entendendo nada e acho que o restante dos Cullen, exeto Edward, que podia ler a mente deles, Carlisle e Esme. Edward percebeu nossos olhares e respondeu á algumas perguntas silenciosas:

      - Ele também pode ler mentes, só que ainda por cima pode falar e enviar pensamentos para outras pessoas.

      Justin sorriu para nós, acho que estava se apresentando "via pensamento", mas por conta do meu escudo a "mensagem" não chegava até mim. Ele percebeu e ficou um pouco aflito, mas depois ficou um pouco triste.

      - Aconteceu algo, Justin? - perguntei. - Se for por conta de mim, eu lhe peço...
      - Não! - ele disse, me interrompendo. - É que você me lembra uma amiga minha e eu também não posso ler sua mente ou me comunicar com ela. Ela mora no Brasil, ou pelo menos morava, porque a mãe dela morreu num acidente de carro e ela foi morar com o tio, mas eu não consigo me lembrar onde.
      - Por ser uma lembrança de quando era humano. - concluiu Edward.
      - É! - Justin confirmou. - Eu passei esse um ano e meio observando-a de longe, com receio de machucá-la. Depois que ela recebeu a notícia de que eu estava morto ela sofreu bastante, e eu diria que ainda sofre. Eu a amava e diria que ainda a amo.

      Esme o abraçou. Depois eles soltaram o abraço e ela o levou até o antigo quarto de Edward, que nem se importou, pois agora morávamos num chalé próximo á casa dos Cullen.
      De repente, ouvimos o barulho de rodas adentrando a estrada de terra que leva até a casa dos Cullen.

      - É apenas Charlie, acompanhado de Jacob e... - ele se interrompeu. - Não consigo...saber quem é a outra pessoa. Não posso ler seus pensamentos.
      - Também? - eu perguntei e ele fez que sim com a cabeça.
      - Jacob, está tentando falar comigo. Ele disse que é uma surpresa...É uma menina, mas...espera, eu o perdi!
      - Como assim, você o perdeu? - eu disse meio desesperada.
      - Eu não sei, mas ele... Voltei a ler os pensamentos dele. Ele nem percebeu a interrupção. Já estão aqui.

      Carlisle foi para perto da porta. Renesmee disse que ia arrumar a salinha de brinquedos dela e eu deixei. Logo Charlie e Jacob entraram na sala. Eu os cumprimentei e pedi que se sentassem. Estava faltando a terceira pessoa na qual Edward comentara. Eu podia ouvir o coração dela batendo do lado de fora da casa, ela estava meio anciosa. Charlie me despertou de meus pensamentos.

      - Eu tenho uma surpresa pra você, Bella! Eu sei que você não gosta de surpresas, mas acho que dessa você vai gostar. - ele disse. - Jacob, vá chamá-la.

      Jacob saiu e logo depois voltou com uma linda menina de longos cabelos castanhos e olhos castanho chocolate. Eu sabia que a conhecia de algum lugar, mas era do meu tempo de humana. Eu fiquei buscando nas memórias, que ainda eram um pouco distantes e pude me lembrar dela. Nossa, eu não a via fazia muito tempo. Eu olhei meio surpresa pra ela.

      - Oi, Bella! - ela disse.

      Eu andei em sua direção com aquela roupa, meio desconfortável para mim, que Alice me fizera vestir. Olhei melhor suas feições e percebi que era mesmo ela.

      - Belle?! - eu arrisquei.

      Ela fez que sim com a cabeça e nos abraçamos. Foi aí que eu percebi que estava com muitas saudades dela. Depois disso eu a apresentei aos Cullen. Assim que todos já haviam se apresentado, eu a guiei até o sofá e nos sentamos. Renesmee entrou na sala, ela correu até Charlie e o abraçou. Depois ela olhou pra Belle um pouco confusa, mas depois elas se apresentaram. Renesmee disse que ela podia chamá-la de "Nessie" e eu fiz uma careta, pois detesto esse apelido. Aliviei em saber que Belle a chamaria pelo nome.
      Renesmee chamou Belle pra brincar e ela aceitou, percebi que o Justin estava saindo dali, mas parou um momento para observar a Belle. Eu estava virada de costas pra onde ele estava, mas pude perceber o que ele fazia. Belle de repente me perguntou:

      - Quem é aquele? - e ela apontou, mas não havia ninguém ali.
      - Aquele quem? - perguntei.
      - Ahm, ninguém. Deve ser coisa da minha cabeça. Vamos, Renesmee!

      E elas foram. Eu decidi ir também e fiquei apenas as ouvindo brincar. De repente, eu ouvi a Belle perguntar a idade de Renesmee, eu imediatamente apareci e disse que ela tinha 7 anos. Não podia dizer á ela que Renesmee tinha 3 meses com esse tamanho. Pedi pra Renesmee sair para que eu pudesse conversar com Belle. Ela disse que sim e foi brincar com Jacob. Eu e Belle conversamos um pouco e eu decidi perguntar à ela quem ela tinha visto naquela hora e ela me disse que achou ter visto o melhor amigo dela. Perguntei o nome dele e me surpreendi ao ouvir a resposta.

      - Justin. - ela disse com lágrimas nos olhos.

      Ela me contou algumas coisas sobre ele, e como ele desapareceu. Depois de contar a história ela me abraçou e eu meio que retribui o abraço. Eu adoraria ajudá-la, mas eu não sabia o que fazer. Eu chamei Rose bem baixinho de forma que Belle não me ouvisse. Ela veio e depois levou Belle para lavar o rosto.
      Assim que elas se foram, Justin apareceu na porta com uma cara de choro, acho que se pudesse ele estaria chorando.

      - Era sobre você que ela falava, né? - eu perguntei e ele fez que sim com a cabeça. - O que realmente aconteceu?
      - Bom, eu estava passando as férias em Washington com minha mãe e um dia fomos assaltados. Eles atiraram nela e ela morreu na hora, eu fui atrás deles com raiva e eles também atiraram em mim. Eu perdi muito sangue, eu estava morrendo. Carlisle e Esme estavam caçando por ali, então eles me viram e Carlisle me transformou. - ele me contou. - Depois eles me ensinaram a caçar animais e perguntaram se eu queria me juntar á família deles e eu disse que queria voltar pro Brasil. Eu voltei, mas não queria me expor, principalmente por conta do Sol, então eu só fiquei observando as pessoas que eu amo de longe.
      - E nelas está incluído a Belle?
      - Está sim!
      - Foi dela que você falou, não foi?

      Ele fez que sim com a cabeça e depois pediu licença e saiu de casa. Eu voltei pra sala e fiquei conversando com Charlie até a hora dele ir em bora com a Belle.
      Depois que eles foram, Rose me disse que gostou muito de conhecer Belle e de que elas se tornaram ótimas amigas. Eu gostei de ouvir isso vindo dela. Nesse momento eu acho que minha prima vai precisar de muita ajuda. Me preocupo com ela, e agora tem perigo por conta dos Volturi. Se ela descobrir sobre os vampiros, eu não quero nem pensar no que pode acontecer.



Continua...

Hey minhas gatinhas!!! Tudo bem com vocês?? *-* Eu coloquei a nova foto da Belle na Sinopse da #IB! (se não gostarem ignorem, ok?) E aí o que estão achando da #IB?? Quero opiniões sinceras, tá? Ah, e eu estou MUITO orgulhosa, sabe porquê? Porque o blog tem mais de 4831 visualizações õ/ e tem 15 seguidoras! \õ/
Será que vocês podem me fazer um favor? As leitoras que leem o blog, por favor sigam, tá? Vamos tentar chegar nos 20 seguidores? O que acham? Divulguem o blog pelo Face, Twitter, Tumblr, etc. Mas podem fazer isso por mim?
Agradeço desde já, tá? =D
Respostas aos comentários do cap. anterior aqui. Vou tentar postar muito agora, tá? Já tenho 9 caps prontos, no caderno...só falta passar a limpo pro PC.
Beijinhos amores! ;* Amo muito vocês! <3
@ClaraVeras/ @JB10Lovehim

7 de mar de 2012

Forma de ler a #IB "Stay with me Forever"

Gente vocês já devem ter percebido que eu coloco o nome da personagem entre parênteses depois de escrever o capítulo, né?! Bom, vou explicar agora o porquê! Eu coloco o nome da personagem que está narrando o capítulo. Por exemplo, o cap. 2 está escrio assim: "Capítulo 2 - Ida á La Push (Belle)" esse "Belle" entre parênteses quer dizer que é ela que está narrando, entenderam? Por que estou avisando isso agora? Bom, o capítulo 4 não será narrado pela Belle, por isso se vocês lerem agora não ficaram mais confusas. Vai estar assim: "Capítulo 4 - Uma visita surpresa (Bella)", viram ali o BellA??? Deu pra entender? Se não comentem aqui que eu tentarei explicar melhor, ok? Beijinhos! ;* @ClaraVeras

4 de mar de 2012

Capítulo 3 - Visita aos Cullen (Belle)

"Sonhos podem se tornar realidade, basta acreditar"
Justin Bieber

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

     No caminho, Charlie me disse que a Bella poderia estar diferente, porque ela ficou doente por 1 mês. Chegou a ficar de quarentena na casa dos Cullen. Percebi que Charlie não estava muito feliz com a presença de Jacob, eu podia ver em seus olhos, só que eu não entendia o porquê disso. Jacob depois ficou me contando coisas sobre a Renesmee, em como ela estava grande, ou em como era inteligente... resumindo, ele falou bastante dela, como se ele estivesse apaixonado por ela. O que era estranho.

     - Será que a Bella vai gostar de me ver? - eu disse assim que entramos numa estrada de terra. - Sei lá, que eu me lembre ela não gosta muito de surpresas.
     - Ah, mas acho que dessa ela vai gostar. - disse-me Charlie e depois piscou pra mim.

     Eu ri e depois me virei um pouco para ver como Jacob estava, pois ele estava muito quieto. Eu olhei pra ele e o vi fitando a paisagem, como se estivesse preocupado. Eu toquei em sua perna o fazendo libertar de seus pensamentos e me olhar.

     - Está tudo bem, Jake? - eu perguntei.
     - Ahm, tá sim! - ele sorriu.

     Eu sorri, retirei minha mão de sua perna e me virei novamente pra frente. Já estávamos bem próximo da casa. Charlie estacionou. Jake saiu primeiro do carro e se esticou, afinal o carro era meio pequeno pra ele. Charlie saiu e pediu para que eu só entrasse quando ele me chamasse. Eu assenti e andamos até a casa. Eu fiquei um pouco afastada para que ninguém pudesse me ver. Charlie bateu na porta e um homem de provavelmente 30 anos, com um sorriso de dentes perfeitos e uma pele branca como a neve. Ele era muito bonito, acho que poderia chegar á perfeição.

     - Olá, Charlie! Oi, Jacob! - disse o homem.
     - Olá, Carlisle! - disse Charlie. - Bella está por aí?
     - Está sim, Charlie! Por favor, entrem!

     Charlie e Jacob entraram na grande casa dos Cullen. Aquele homem deve ser Carlisle, o pai adotivo de Edward, esposo de Bella. Esperei mais um pouco lá fora até Jacob abrir a porta e me dizer que Charlie está me chamando. Eu andei até a porta e entrei. Ali era a sala de estar. Eu diria que ali haviam todos os Cullen, Charlie, Jacob e eu, sim incluí Bella no "Cullen". Bella estava mais branca, assim como Carlisle e sua família. Seus olhos não eram mais castanho chocolate, continuavam castanhos, mas de uma cor diferente da de antes, estava mais pra dourados.
     Ela pareceu não me reconhecer de início, mas depois de pensar um pouco, como se estivesse se lembrando de memórias distantes. Então ela me olhou meio surpresa, afinal a última vez que a vi eu tinha 5 anos.

     - Oi, Bella! - eu disse.

     Ela se levantou e andou em minha direção. Ela vestia um vestido lilás e estava usando sapatos de salto. Eu sei que eu amei a roupa dela, mas aquele não era o estilo da Bella. Ela me olhou melhor, acho que pra ver minhas feições.

     - Belle?! - ela arriscou.

     Eu fiz que sim com a cabeça e nós nos abraçamos. Não nos víamos há 10 anos. Ela estava linda e assim como os Cullen estava ou na perfeição ou próxima á ela. Afastamos o abraço e ela me apresentou á sua "nova" família. Edward, esposo de Bella, era lindo, mas ele me encarava com incredulidade, como se tivesse algo errado comigo, mas ele conseguiu disfarçar muito bem. Alice, era linda e um pouco baixinha, ela me disse que meu "senso de moda" é incrível ao ver o vestido que eu usava, eu disse á ela que o dela também. Jasper, namorado de Alice, era bem simpático e tinha um ar de "soldado", como se tivesse servido no exército. Rosalie, era muito linda, ela foi muito simpática comigo, acho até que podemos ser amigas. Emmett, namorado de Rosalie, é bem alto e forte, mas ele é bem simpático e meio bobão. Carlisle, o "pai", é bem simpático. Esme, esposa de Carlisle e a "mãe", é bem simpática e muito carinhosa.
     Bella me direcionou até o sofá e nós duas nos sentamos. De repente uma menininha que parecia ter 7/8 anos apareceu. Seria aquela a filha de Bella? Mas se Bella estivesse grávida, sua filha não teria nem 1 ano. Mas o Charlie disse que ela cresce rápido e Jacob disse que ela era muito inteligente. Pode ser uma doença que ela tem, não sei. Enfim, ela veio correndo falar com Charlie. Ela o abraçou e depois olhou pra mim. Ela fez uma carinha de confusa, veio até mim e perguntou:

     - Quem é você?
     - Eu sou Belle. - eu disse e sorri. - Eu sou prima da sua mãe. E você deve ser Renesmee, acertei?
     - Sim, esse é meu nome, - ela sorriu. - mas todos me chamam de Nessie.

     Bella fez uma careta, como se não gostasse desse apelido. Me lembrei do que os meninos me contaram.

     - Eu prefiro te chamar de Renesmee, pode ser?
     - Pode sim! - ela sorriu. - A mamãe me chama assim. - abriu um sorriso ainda mais largo. - Quer brincar comigo?

     Ela estendeu a mão pra mim e eu a peguei. Eu me levantei e pude ver um menino em pé, encostado numa parede no corredor, ele se parecia com Justin, ele me olhava. Eu me virei pra Bella.

     - Quem é aquele? - eu disse e quando eu ia apontar pra onde ele estava, ele havia sumido.
     - Aquele quem? - me perguntou Bella.
     - Ahm, ninguém. Deve ser coisa da minha cabeça. Vamos, Renesmee!

     Ela me guiou até o que supus ser sua sala de brinquedos. Ela me deu algumas bonecas para que eu pudesse brincar com ela. Ela era tão fofa e tinha lindos cabelos dourados, com cachinhos perfeitos. Ela fitou um pouco meu rosto, como se tentasse compreender algo.

     - Seus olhos são iguais aos meus! - ela disse finalmente.
     - É, eu vi. - eu disse sorrindo. - Você tem quanto anos?
     - Ahm...
     - Ela tem 7 anos. - disse Bella que apareceu ali sem eu ter percebido. - Renesmee, posso falar com a Belle?
     - Claro, mamãe. - ela disse. - Vou brincar com o Jake.

     Bella sorriu. Renesmee se retirou da sala e foi á procura de Jacob. Eu me levantei do chão e me sentei num sofá que havia ali. Bella se sentou próxima á mim. Eu queria perguntar á ela se Renesmee era filha dela. Ela pegou minha mão, como sempre fazíamos quando queríamos conversar quando tínhamos 5 anos, e eu pude sentir seu toque frio que fez com que eu me arrepiasse um pouco. Ela percebeu e soltou minha mão.

     - Você está com frio? - eu perguntei. - Você está gelada.
     - Não, eu estou bem! - ela sorriu de lado. - Você quer perguntar sobre a Renesmee, não é?

     Eu fiz que sim com a cabeça. Eu nunca conseguira esconder nada dela.

     - Ela é sua filha? - eu perguntei.

     Ela hesitou um pouco em responder á minha pergunta, mas por fim respondeu:

     - Não exatamente! Ela é filha do irmão de Edward e nós a adotamos quando ele morreu.
     - Ah! Mas ela se com você e com ele.
     - Ahm... Edward me disse que a esposa dele era parecida comigo. - ela disse e sorriu de lado.
     - Hum...

     Aquela história estava um pouco mau contada, mas eu conheço a Bella e sei que é melhor não insistir.

     - E quem você tinha visto aquela hora?
     - Ahm...Eu...pensei ter visto um amigo meu. Na verdade meu...melhor amigo.
     - Como é o nome dele?
     - Justin. - eu disse e uma lágrima escorreu por meu rosto. - Eu o conheci há três anos e eu gostava muito dele. Mas no ano passado ele veio pra Washington com a mãe dele e foram assaltados. - a esse ponto eu já estava chorando. - Os assaltantes atiraram nela e ele foi atrás deles por terem a matado e desapareceu. Alguns dizem que foi morto pelos assaltantes ou morto por algum animal.

     Eu não aguentei e abracei Bella. Ela retribuiu o abraço, mas um pouco receosa. Eu nem me importei com seu toque frio, eu apenas precisava de um ombro amigo. Percebi que Bella disse algo que foi como se sussurrasse para si mesma, mas não pude ouvir o que era. De repente, bateram na porta. Bella pediu que entrasse e ali estava Rosalie.

     - Desculpa incomodar, mas eu tava passando pelo corredor e acabei ouvindo a história. Quer ajuda? - disse Rosalie, assim que entrou na sala.
     - Ahm, Rose ajuda a Belle a lavar o rosto e essas coisas. - disse Bella, partindo o abraço.

     Rosalie veio até mim e me levou até o banheiro. Eu preferia que Bella me ajudasse, mas eu sei que ela não é muito boa nisso. Rosalie me ajudou a lavar o rosto e dessa vez não precisei contar o que acontecera à ela. Depois ficamos conversando em seu quarto até Carlisle chegar e dizer que Charlie estava me chamando para irmos. Afinal eu tinha escola amanhã.
     Me despedi de Rose, sim eu já a chamava pelo apelido, e acompanhei Carlisle até a sala de estar. Assim que me viu, Charlie se levantou e começou a se despedir dos Cullen. Eu fiz o mesmo e quando fui me despedir de Renesmee ela disse:

     - Você pode voltar amanhã pra brincar comigo?
     - Eu não sei se vou poder, porque vou pra escola, mas se eu puder eu venho tá? - eu disse ficando da altura dela.
     - Tá bom! - ela disse e me abraçou, como se eu fosse uma de suas amigas.

     Separei o abraço e me levantei. Logo depois de nos despedirmos, Charlie e eu fomos embora.




Continua...



Hey babies!!! Como vcs estão??? Sorry por ter demorado pra postar! =S Mas essa semana já começa minhas provas e elas são a semana inteira!! =S Mas eu consegui postar hoje!! \õ/ 
Gente eu to escrevendo essa #IB num caderno e já deu pra eu escrever até uma parte do cap. 9 *O*!!!! 
O que acham que aconteceu com o Justin???  Descubram algumas partes sobre isso no próximo cap.e um pouco mais pra frente! ;D
Ah, e eu acrescentei novos personagens na sinopse e ainda devo mudar algumas coisas, tipo a foto da Belle (que eu vou mudar em breve) e acrescentar mais uma personagem. =D
Eu respondi aos comentários de vocês. =D
Beijinhos no colação de cada uma de vocês! =*
@ClaraVeras/@JB10Lovehim